Ir direto para menu de acessibilidade.

Banner MPC 2017 01

Página inicial > Corregedoria > Correções/Inspeções
Início do conteúdo da página

Correições / Inspeções

CORREGEDORIA DO TCE/TO

 

CORREIÇÕES

 

Correições e inspeções podem ser ordinárias (previstas no Plano Semestral de Correição e Inspeção) ou extraordinárias (requeridas pelo Plenário ou pelo Presidente ou determinadas pelo Corregedor visando à instrução de determinada representação).

Entende-se por correição a atividade mediante a qual a Corregedoria afere a regularidade, eficiência, eficácia e efetividade dos procedimentos realizados nas unidades do Tribunal.
A correição será realizada por equipe composta de servidores qualificados da Corregedoria. São fases da correição: planejamento, execução e monitoramento.

 

INSPEÇÕES


Trata-se de uma atividade de caráter mais preventivo e educativo e menos repressivo.

Os trabalhos são realizados por equipes, formada por servidores designados pela Corregedoria, e abrangem as etapas de planejamento, execução e relatório. Adicionalmente, é realizado um monitoramento pós-inspeção. Os itens verificados no âmbito das inspeções podem ser reunidos nos seguintes grupos:

- avaliação do ambiente organizacional da Unidade Técnica: é verificada a existência de problemas de relacionamento ou gerenciamento; de falta de compromisso por parte dos servidores; de déficit ou excesso de lotação etc;

- exame de processos: encerrados, abertos e processos específicos como as cobranças executivas, denúncias ou solicitações do Congresso Nacional;

- verificação da correta, integral e tempestiva alimentação dos sistemas corporativos.

Durante a fase de planejamento da inspeção, são levantadas informações nos sistemas corporativos, as quais se somam aos dados disponibilizados pela área de recursos humanos do TCU.

Por meio do prognóstico da área administrativa é possível identificar oportunidades de melhoria e pontos fortes referentes à força de trabalho da área meio e ao desempenho dos servidores. Ademais, essas informações constituem subsídios para as análises a serem realizadas nas fases de execução e elaboração do relatório da inspeção

Durante a execução da inspeção, são examinados processos físicos em confronto com as informações constantes dos sistemas informatizados; realizadas pesquisas, por meio de questionários e entrevistas, e efetuadas observações diretas da infra-estrutura predial, do ambiente organizacional e do comportamento dos servidores.

O relatório de inspeção é composto pelos seguintes itens principais, além dos apêndices e anexos: Introdução; Metodologia; Descrição dos resultados; Conclusão e Proposta de encaminhamento.

No relatório, são consolidadas as análises comparativas entre os dados levantados previamente e as informações colhidas in loco, que resultam em uma proposta de encaminhamento constituída por determinações e recomendações destinadas à melhoria dos procedimentos, da infraestrutura e do ambiente organizacional da unidade técnica.

Lido 4947 vezes Última modificação em Sexta, 07 Novembro 2014 09:33
Fim do conteúdo da página